Pular para o conteúdo principal

BOTICA HOMEOPÁTICA - SERVE PRA QUE?

PARTE 4

Aqui falaremos de febres repentinas, entorses, gripes e resfriados, hemorragia nasal, contusões, edema de glote, dor de dente, edemas e cafaléias.

Lembre-se: emergências devem ser tratadas com cuidado e atenção. Não substime o profissional qualificado.

Cefaléias – as dores de cabeça, súbitas ou a enxaqueca.
 
Belladona CH 6: a dor tem característica de ser rápida e violenta. Piora muito por qualquer movimento e pela luz. Recostar a cabeça, no quarto escuro e fechar os olhos traz muitas melhorias. Os olhos e a face ficam avermelhados.

Bryonia CH 6: Existe claramente o desejo de ficar em casa ou voltar para ela. A melhora ocorre sobre pressão do local e repouso. Ocorre sede intensa e em grandes quantidades. A fragilidade do indivíduo e a piora da dor nos pequenos movimentos.
 
Gelsemium CH 6: Começa sempre no pescoço e vai se estendendo até tomar toda a cabeça. Esse tipo de dor de cabeça vem acompanhada de transtornos visuais, tais como: visão dupla, vista enegrecida, estrelinhas, vista embaçada e etc... Melhoram quando urinam.

Nux vômica CH 6: É a dor de cabeça frontal com predominância do lado esquerdo. Sempre acontece por alimentação e é acompanhada de indisposição estomacal e ou gases. Ao vomitar a dor tende a ceder.

Hemorragia Nasalsangue pelo nariz

Arnica CH 6: Hemorragia por pancada ou batida ou ainda por excesso de atividade física ou esforço. O sangue é muito escuro.

Hamamelis CH 3: É o sangramento espontâneo, geralmente ao acordar, líquido e de coloração negra ou escura. Pressão entre os olhos. O sangramento que alivia dores de cabeça.

Lachesis CH 6: Mulheres que apresentam sangramento próximo ao período menstrual. Sangue escuro ou negro, principalmente de manhã.
Phosphorus CH 6: O sangue é vermelho vivo e com coágulo, ocorre no início da manhã ou no final da tarde.

Entorses ou contusões.

Arnica CH 6: Medicação do atleta de final de semana, do peladeiro e da malhação sem acompanhamento adequado. Esforços exagerados e prolongados como levantar objetos pesados, com sangue pisado na parte afetada.
 Ledum palustre CH 6: Dores como se estivesse deslocado o membro afetado. Sente a necessidade de colocar gelo no local.
Ruta CH 6: Comprometimento dos ligamentos. Dificuldade de movimento na parte afetada. Inchaço e dores no local. É bom observar Hypericum também, caso haja tenha a sensação de choque.

Gripes e resfriados:

Aconitum napellus CH 6: Esse ou essa apaixonada gripa por tomar sorvetes e beber qualquer coisa gelada, por sair no frio, pelo vento e mudanças de temperatura.  Espirra e tem uma sensação de febre sem suor. Fica ansioso e tem medo de morrer.

Arsenicum álbum CH 6: Sintomas de gripe por sentir frio. O corrimento nasal é líquido e muito. Os espirros só pioram a situação. Sede intensa, bebendo líquidos em pequenos goles. Não consegue ficar só e acha que poderá morrer por causa da gripe. 

Gelsemium CH 6: Sonolência, desejo de solidão, tremores e extremo cansaço. É acompanhada de dor de cabeça que vem da nuca para os olhos. Espirros intensos ao acordar. Calafrios especialmente nas costas.

Mercurius solubilis CH 6: Piora muito à noite, seja pelo frio ou pelo quente. Febre, dor de garganta, tosse e espirros, todos de uma vez. Secreção verde ou amarela, esverdeada, fétida. Suores noturnos que não aliviam, saliva apresenta um gosto metálico, hálito fétido.

Nux vômica CH 6: Muitos espirros pela manhã. Obstrução nasal noturna. Piora por comer, no calor da casa. Irritado e impaciente tende a se contorcer.
Pulsatilla CH 6: Perde o sabor e o olfato. Obstrução nasal que piora dentro de casa. Secreção nasal espessa e verde, amarela ou amarela esverdeada. Não sente necessidade de líquidos.

Febre

Aconitum napellus CH 6: A febre é alta e tem um começo brusco, sem nenhum quadro definido, não se sabe de onde ela veio. Surge sempre depois de se expor ao frio e piora a meia noite. Irritabilidade, ansiedade e medo de morrer definem o estado geral do paciente. 

Apis CH 6: Vem acompanhada por calafrios e tende a piorar das 15 às 17 horas. Apesar do extremo calor, não sente sede. Em certos casos ocorrem inchaços dos membros ou da face. 

Belladona CH 6: Febre alta e súbita, acompanhada de  delírios e alucinações visuais. A pele fica vermelha, especialmente a face e tão quente que chega a irradiar calor. O olhar se torna fixo e pode-se acompanhar a pulsação do corpo pelas veias do pescoço.

Gelsemium CH 6: Os arrepios começam pelos pés e mãos e se movimentam até as costas. A febre que entristece, deseja estar só e causa sonolência. Sua fala é incoerente e não consegue organizar seus pensamentos. Confusão mental. Tremores generalizados.
Prostração - estado de, eminente, melhora quando urina.

Phosphorus CH 6: A febre é bastante alta e se manifesta na maioria das vezes a noite. Se pudesse beberia o mundo - bebidas frias, vomita muito e em estado aquoso, pelo calor do estômago.  Tem medo de ficar só e pede companhia. 

Dor de Dente: tem coisa pior que dor de dente no meio da madrugada?   Inflamações e pós – tratamento. Daqueles que doem muito, machucam e deixam a boca muito sensível.

Arnica CH 6: Dor após tratamento dentário, traumático.

Belladona CH 6: A dor que pulsa, nevrálgica, pior do lado direito, principalmente ao tocar no dente e ao entrar em contato com líquido. Surgem vão embora rapidamente.  As gengivas incham e avermelham, assim como a face esquenta, dando a impressão de febre. 

Bryonia CH 6: A dor piora ao menor movimento. Vontade de apertar os dentes. Sente-se melhor com pressão externa no local ou por compressa de água fria. Dor em pontadas em pontadas finas.

Edemainchaço/tanto na gengiva, quanto nas pernas. Em todas as duas situações, existe sede em grandes quantidades.

Chamomila CH 6: Pacientes extremamente nervosos, com enorme sensibilidade a qualquer dor. Torna- se violento, irritável, intolerante e impaciente, o contrário de sua aparência. Seja pelo frio, por beber café ou qualquer outra bebida quente, por comer qualquer coisa, por passar raiva, pela pressão na boca e nos dentes sadios.

Coffea cruda CH 6: Dor pulsátil nas pernas ou nelvrágica, especialmente no queixo, tanto um quanto o outro melhora com água fria e piora bastante ao toque. 

Hepar sulphur CH 6: São para os edemas acompanhados e de dor e  formação de abscessos.  Não suporta qualquer contato.

Hypericum CH 6: Esse é um medicamento do traumatismo dos nervos, antes de depois de um tratamento de canal ele é perfeito. Edema de perna causado por pinsamento do ciático.

Mercurius solubilis CH 13: Tudo piora muito a noite, especialmente no frio. Melhora por apertar a gengiva e pelo calor externo. Aqui o rosto incha por completo, existe salivação excessiva e a dor se estende ao ouvido, a língua fica dentada e hálito fétido. Ao inchar as pernas, torna-se extremamente irritado, chegando a dar cãibras nos pés. Aperta os dentes e fica sem posição.

Edema de Glote (caracteriza-se pelo aparecimento repentino de áreas edematosas na garganta) é danado pra dar em crianças que brincam com água fria em dias de muito calor. Este processo pode provocar em alguns casos, óbito num curto espaço de tempo. A administração dos medicamentos homeopáticos é somente para prolongar o tempo de espera do pronto atendimento médico, mesmo em caso de melhora, deve se encaminhar ao hospital ou posto de saúde mais próximo. 

Apis CH 6: Apresenta a chamada cianose facial (lábios, nariz ficam azuis), placas avermelhadas na face como se fossem lesões. As pálpebras incham muito e precisa de tudo aberto. Sente a angústia da morte eminente. A respiração é barulhenta.

Belladona CH 6: Como tudo em Belladona o processo se instala rapidamente, a respiração é ruidosa, lenta e rápida, acompanhada de tosse. A face vermelha e quente, os olhos brilhantes, pulsação visível das veias do pescoço e constrição na garganta.

Lachesis CH 6: Sente extrema agonia na região do pescoço e garganta. Tem a sensação de pequenas bolas na garganta e geralmente acontece quando o indivíduo está relaxado ou dormindo. Necessita de ar e espaço.

 HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS.

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…