Amigos do Blog

Pesquisar este blog

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Enfrente a menopausa sem medo de ser feliz


 
Adelaide Labille-Guiard 

Menopausa. Entramos na meia idade. Existem depoimentos de tudo quanto é jeito, de quem sofreu horrores, de quem conseguiu passar numa boa, de mulheres que vieram a descobrir desagradáveis companhias através da reposição hormonal e de tantas outras que se beneficiaram com um tratamento sério e bem dirigido. Não deixe essa responsabilidade do erro e do acerto para a (o) sua (seu) ginecologista (o). Assuma a sua parte, leia, pesquise e se informe. Preste atenção nos seus sintomas, relate de forma correta e escute, veja seu corpo de perto. Ninguém melhor do que você para precisar o que mudou e como está. Muitos ainda vêem a menopausa e/ou o período menstrual da mulher como um tempo negro, cheio de achaques e firulas, frescuras e perda da identidade feminina.  Existem muitos sintomas desagradáveis sim, entretanto é uma nova fase da vida e se você não quiser apenas ficar mudando de reclamação, aprenda a ver o lado bom das coisas e de como você pode mudar o rumo da sua vida.

“É o período da vida reprodutiva feminina quando não há mais menstruação. Comumente ocorre entre os 45 e 55 anos, embora possa aparecer antes ou depois. Salvo em casos de doença, costuma ser rara antes dos 40 anos. Com base nos relatos médicos antigos, a menopausa antes ocorria em idades mais avançadas, sendo que muitos autores consideravam anormal a suspensão definitiva das regras antes dos 65 anos. No passado as mulheres continuavam férteis e eram capazes de gerar filhos normais até idades avançadas. Hoje, com a alimentação desequilibrada, com a poluição ambiental, os remédios alopáticos, os hormônios, os anticoncepcionais, a tensão, o estresse, o organismo feminino também se degenera precocemente e a função reprodutora, bem como os distúrbios do climatério ocorrem mais cedo. Na verdade, no envelhecimento natural normal não existem propriamente sintomas característicos da menopausa (ondas de calor, sudorese, irritabilidade, ressecamento acentuado da mucosa vaginal, pele precocemente desidratada, etc.), que só aparecem em função da vida e dos hábitos anti-naturais da mulher moderna. A medicina holística entende que muitos processos de envelhecimento precoce de funções orgânicas são realmente irreversíveis, mas a adoção de uma dieta mais natural e dos demais tratamentos, combinados com hábitos gerais mais saudáveis, melhoram muito o quadro clínico do climatério, reduzindo e às vezes, fazendo desaparecer os sintomas, sem oferecer riscos.”
Dr. Marcio Bontempo (Médico, Naturopata)
 

Em nossa opinião, muitas coisas mudaram e precisamos fazer o caminho do meio. Voltar uns 20, 30, 40 anos ou mais, seria totalmente fora de propósito. O grande problema é aprender a dividir responsabilidades e assumir erros e acertos nessa fase da vida. Se juntarmos o período em que Jung chama de SELF, juntamos consciência e corpo, isso ajuda muito. 

A medicina holística é sem dúvida alguma o caminho mais acertado, entretanto nós, seres humanos ainda não estamos sintonizados verdadeiramente. 
 

http://amulhernaarte.blogspot.com
SOFONISBA



Não podemos deixar de aprender com as mulheres que vieram antes de nós, elas são a ponte e o equilíbrio. De onde viemos e para onde estamos indo.


Nossa intenção é ajudar e como tal damos algumas dicas. Alguns dos sintomas mais comuns são a angústia, a tristeza, depressão, insônia e falta de ar, vertigens e tonturas, dores de cabeça, inchaço, calorões, distensão abdominal, urina solta ou dificuldade de urinar, mal humor, choro fácil, segura vaginal e falta de libido. 



Se puder, procure uma nutricionista, a alimentação sempre era sua aliada, entretanto como ajuda de suplementação alimentar, observe a LECITINA DE SOJA E O LEVEDO DE CERVEJA. Sucos de MAÇA (acalma e nutre), PERA (calmante) OU MELÃO (útero e ovário) são indicados, assim como essas frutas quentes e assadas.







 
Na Homeopatia, apesar de Lachesis ser o remédio mundialmente indicado no caso da menopausa, vale observar a sua personalidade homeopática. Algumas indicações como: Cholesterinum, Ásia Foética, Abies Nigra, Nux Vômica (labirintite), Cantharis, Séphia, Veratrum Vir., Sanguinária e Anil Nitroso ( calor e tontura), Progesterona Natural (Nosódio), Actaea Rac., Matracaria Chamonila, Pulsatilla, Ignátia, Natrum Muriático (ansiolítico). Dentre outros e várias possibilidades de ajuda.




AMORA (Morus Nigra) – Alivia os sintomas da menopausa. Principalmente os circulatórios.

ALECRIM (Rosmarinus Officinalis) – Tonifica o útero e aumenta a fecundidade. Alivia a depressão a tristeza. Muito útil nos casos taquicardia.

BELDROEGA (Portulaca oleracea) – Ajuda a equilibrar todas as glândulas.

CAMOMILA (Matricaria chamomilla) – Normaliza a periodicidade da menstruação. Alivia dores e cólicas menstruais, acalma a tensão causada pela menopausa, ajuda na insônia e na menstruação excessiva. Pode ser usada como forma de compressa quente.

FRAMBOEZA (Rubus idaeus) – Tonifica os músculos uterinos, indicada para ausência de menstruação ou nos primeiros messes logo após o seu desaparecimento. O chá frio faz muito bem.

FÁFIA (Pfáfia paniculata) – Possui silosterol e estigmasterol, hormônios vegetais que favorecem a produção do estrogênio (hormônio feminino), acaba por ativar a memória, combate o estresse, estimula a oxigenação celular e a circulação.

MARACUJÁ (Passiflora alata) – Ajuda nas perturbações nervosas causadas pela menopausa, na irritabilidade, insônia, ansiedade, histeria, dores e ajuda a normalizar a pressão arterial quando há muita retenção de líquido nesse período.

MENTRASTO (Ageratum conyzoide) – Alivia os sintomas causados pela menopausa e cólicas menstruais. Talvez uns dos mais antigos.

MILFOLHAS (Achillea Millefolium) – Alivia os sintomas causados pela menopausa, controla cólicas e dores menstruais, lombares e de cabeça.

SALVIA (Salvia Officinalis) – Tem substâncias estrogênicas. Indicada para os distúrbios entre o climatério da menopausa e a sua passagem da menstruação. Cólicas menstruais e pouco fluxo menstrual.

VALERIANA (Valeria Officinalis) – Para os distúrbios da menopausa como a angústia, as ondas de calor, tristeza, palpitações, nervosismo, enxaqueca, insônia. 

 
 

 
Todas essas felíssimas telas foram retiradas do blog acima citado.
Mulheres como nós.

HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS
 

ROSA DAMASCENA – A ROSA DE DAMASCO

ROSA DAMASCENA – A ROSA DE DAMASCO

 Uma amiga dos ventos

Se você quiser ouvir melhor o som do mundo que está contido nessa rosa, basta prestar a atenção. Ela é a amiga da Trompa de Eustáquio. Muito indicada para quem a sensação de entupimento. Na audição difícil ela deve ser lembrada logo no início.



Pode ser usada em tintura também, além de CH 3 onde ela encontra sua maior ação. 





Seu uso mais comum é o Óleo absoluto, precioso e puro de Rosa Otto num frasco de 5ml, de cor âmbar, com conta-gotas. Relaxante, anti-stress, afrodisíaco, tonifica os músculos e acalma o corpo.











Homeopatas dos Pés Descalços.

ROBÍNIA PSEUDACÁCIA – UMA BELA ACÁCIA


Um carinho vindo das Acácias.

Seu maior foco é sem sombra de dúvida a acidez. 






Nas crianças quando as fezes são de cheiro fétido e espinhento, que chega a assar o anús. Outro fator é a transpiração fétida, pelo menor esforço.













 Entretanto, é nas deficiências ligadas ao estômago que sua ajuda chega a ser mais premente. A acidez de estômago. Nos vômitos ácidos. Na gastralgia. Nas eructações intensas e acres. 





 


 Observa-se seu valor nas cólicas flatulentas, seguidas ou antecedidas por distenções estomacais. Uma grande ajuda no Cancro do estômago, seg. Dr. Brickmann.

 A acidez de Robínia interliga dois pontos que se seguem, sempre acompanhados: a dor de cabeça frontal sempre vem acompanhada da acidez.
Seu uso é indicado na CH 3 ou em tintura mãe e seu uso pode ser prolongado.

Homeopatas dos Pés Descalços

terça-feira, 3 de maio de 2011

RICINUS COMMUNIS - VILÃO OU HERÓI ?

RICINUS COMMUNIS –PRA NÓS; HERÓI.


Eis uma ajuda e tanto para os menos favorecidos. Para muitos, simplesmente Mamona. E quem não conhece? Qualquer camponês ou gente humilde de roça, se utiliza dessa plantinha e dela faz seu óleo e cuida de suas mazelas.



Eis o famoso óleo de rícino. Herói para muitos, vilão para outros.A tudo que já foi dito, ele prestou serviços grandiosos e ainda presta, quando usado de forma correta.
Famoso por aumentar o leite das mulheres no período da amamentação, não pode ser aplicado mais de 4 gts e até 3 x ao dia. Quando existem tonturas com palidez imediata, pensa-se nele.





Um uso pouco conhecido é no caso da Anorexia e essa indicação é feita por nada mais nada menos que o Dr. Brickmann. 

Hoje podemos dizer que se emprega na anemia precedida de colapso.







Seu uso nas contrações musculares e nas cólicas de intestino violentas.
Seu uso nos casos de cólera que acometeram a Índia no passado, sempre foi defendido e elogiado pelo Dr. Ghose. 
Ainda hoje quando ocorrem as diarréias esbranquiçadas e a evacuação não é precedida de cólica, pode-se aplicar o uso do Óleo de Rícino.




 Pele úmida e fria, mas nos membros inferiores.

 A Icterícia com a coloração de  açafrão, amarelo. 

 Rosto vermelho e erupções cutâneas com comichão nos pulsos e atrás dos joelhos. 



Para o inchaço dos seios e as menstruações dolorosas.

Rícinos está sempre esticado, essa é a característica da sua pele e da sua dor/contração.

Homeopatas dos Pés Descalços.

SAMYDA SYLVESTRIS - OU ERVA DE BUGRE PARA OS ÍNTIMOS



Quem nunca ouviu falar na Erva de Bugre? Conhecido no Brasil como um dos melhores ajudantes no caso da Sífilis. DISSO APOSTO QUE MUITA GENTE NÃO SABIA. Ainda faltam estudos mais resolutivos, entretanto o Dr Nilo Cairo á tinha com devida atenção.

NÃO PRECISA FALAR MUITO, QUANOD LEMBRAMOS DA SÍLILIS, ENTENDEMOS MUITAS COISAS. AOS HOMEOPATAS, NÃO A ESQUEÇAM. 



Para as moléstias da pele ele também presta seus serviços. Sua fama se fez dentro da Homeopatia Vegetal e com isso e no intuito de limpar a pele, ele acaba por ser um excelente diurético. Sua indicação é na TM.

Quanto ao chá, seu uso indiscriminado é absolutamente errado. A Samyda é mais que isso. 

Homeopatas dos Pés Descalços.

SALVIA OFFICINALIS – UMA AJUDA E TANTO


Existem diversas espécies de Sálvia, porém, a única considerada como planta mestra ou professora é a Salvia Divinorum. Também conhecida como Maria Pastora pelas tribos indígenas mexicanas e Diviner's Sage pelas tribos americanas. Sua substância ativa chama-se Salvinorin A. essa é uma planta que muito ajuda nas crises neuróticas e, portanto pode ser definida como “A Planta que nos remete a experiências visionárias”.


Muito usado nos estados de tosse, seu uso se aplica mais na fase da tintura mãe. Usada nas laringites, aquelas que nos dão a sensação de sufocamento, de engasgos constantes e que nos fazem ter suores abundantes, debilitantes e sempre noturnos. Muitos chegam  a usá-lo como inibidor dos suores, assim encontramos sua aplicabilidade na D2.





Outra coisa comum é a pele descontraída e flácida, servindo assim como tônico, pois se identifica facilmente. A pele é mole, parece estar relaxada o tempo todo, sem tônus. Apresenta a temperatura sempre fria e de uma palidez também constante.






Muito usada como tônico da tosse que acompanha a tuberculose. Ajuda e muito nesse combate, até porque a tristeza acompanha essa doença e sendo assim, a Salvia é um tônico que ajuda todo o corpo a se recuperar do estado de debilidade e fastio.










Homeopatas dos Pés Descalços
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica