Amigos do Blog

Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de julho de 2012

MEDICINA ANCESTRAL, E MEDICINA TRADICIONAL


 Quando você faz parte da sua vida.

O que é Medicina Ancestral – é a medicina da oralidade, aquela que durante anos foi passada de pai pra filho, ou de mestre para aprendiz. Durante algum tempo foi assim, depois muitas começara a compilar suas receitas e observações, dando a caminhar o detalhamento das coisas.

Acredito que a mais famosa é a medicina Chinesa que acabou por construir um império de informações que atravessou o mundo e hoje é respeitada em quase todos os países.


A fitoterapia – área que cuida de dar a informação sobre as plantas e suas indicações, é sem dúvida a medicina de muitos povos ainda, em especial de povos indígenas, povos de matriz africana e muitos outros. E quando se trata do assunto, a tradição de povos como os Colombianos, Peruanos e Chilenos é vasta.


No Brasil nossas influencias são dos índios no que diz respeito a pastas de unguentos – o uso das lamas, dos banhos, o conhecimento das plantas da Amazônia ainda são de domínio dos índios. 



 Hoje o sucesso de alguns óleos corporais e sabonetes que estão no mercado comum a toda gente vem deles.


Mas os povos de matriz africana, trouxeram a identificação das plantas de forma mais habitual, ou seja, no fundo são deles, as indicações simples de muitas medicações que hoje compõem a nossa vida diária. No meio da adversidade, eles aproveitaram e trabalharam para ter como aliados a natureza em todo o seu esplendor.

Medicina tradicional refere-se às práticas de medicina desenvolvidas antes do que se classifica como medicina moderna e que ainda hoje são praticadas por diversas culturas em todo o mundo.



Manual árabe de fitoterapia, cerca de 1334

Segundo a OPAS-OMS, a medicina tradicional é o total de conhecimento técnico e procedimentos baseado nas teorias, crenças e as experiências indígenas de diferentes culturas, sejam ou não explicáveis pela ciência, usados para a manutenção da saúde, como também para a prevenção, diagnose e tratamento de doenças físicas e mentais.

Em alguns países utilizam-se indistintamente os termos medicina complementar, medicina alternativa ou medicina não-convencional, e medicina tradicional. (OMS, 2000)


“Medicina tradicional" é um termo amplamente utilizado para referir-se aos diversos sistemas de Medicina Tradicional, como por exemplo a medicina tradicional chinesa, a ayurvédica hindu, a medicina unani árabe e as diversas formas de medicina indígena.
Abrange terapias com medicação à base de ervas, partes de animais ou minerais, e terapias sem medicação, como a acupuntura, as terapias manuais e as terapias espirituais.

Mas vale a pena ver a matéria abaixo:

Homeopatas dos Pés Descalços

Os Sais de Schussler III


Nat-m – D6

Natrum muriaticum (Natrum chloratum) D6

Dos sais sódicos do organismo, o Natrum chloratum ou cloreto de sódio é o que tem a maior importância biológica. É absolutamente vital (essencial). Enquanto que o potássio está localizado na sua maior parte nas células, aproximadamente a metade do sódio se encontra no líquido extracelular e outro terço nos ossos e tecidos cartilaginosos. No estômago e no rim também existem concentrações intracelulares de sódio relativamente altas. Age sobre a divisão celular e o crescimento dos glóbulos vermelhos.

Anemia, clorose, anorexia, perda de peso, catarro das mucosas com secreção serosa, catarro gastrointestinal acompanhado de diarreia aquosa, hipoacidez, hipogalactose no puerpério, obstipação por atonia intestinal, hemorroidas, sensação de formigamento e intumescimento das extremidades, erupções cutâneas e exsudativas, dor reumática, cefaleias, enxaquecas, lacrimação, ptialismo, neurastenia, histeria e falta de iniciativa.

Age no sangue, sistema linfático, no revestimento do tubo digestivo, no fígado e baço.
O corrimento é considerado o sintoma guia desse medicamento, as hemorragias, as mucosas com edemas, a salivação que não para, o escorbuto, dores espalhadas pelo corpo.
Aqui as mãos são frias e os pés quentes, o choro é fácil, a vontade de comer sal é gigante e a frase: “só é magro de ruim” se encaixa, porque come e emagrece. Tem o rosto inchado e cansado, as juntas são fracas e doidas e os arrepios são constantes. Suas dores parecem picadas.


Calc-p – D6

Calcarea phosphorica (Calcium phosphoricum) D6

É o sal mais abundante no organismo humano, é o agente bioquímico responsável pela construção e o fortalecimento de todas as estruturas do organismo (fundamentalmente está na massa óssea dura), é encontrado em todas as células e por tudo isso, dispensa mais apresentações. Calcium phosphoricum atua sobre as membranas celulares limitantes e intervém na síntese proteica. Eis o fosfato de cálcio.
Seus maiores indicativos são os de: tratamento da anemia, câimbras e formigamentos, tendência a inflamações, magreza dos braços e pernas, pele pálida e muito fina.

É usado como reconstituinte dos tecidos – pós casos agudos, nas câimbras por anemia, nas vertigens e fraquezas por anemia. Na dentição difícil e lenta demais. Na formação tardia dos ossos; no caso da anemia, na aversão do bebê ao leite, na sensação daquele frio que penetra fino. Recomenda-se administrar de preferência com o Calcium phosphoricum, está, anemia, processos pulmonares, alterações de tipo nervoso, astenia, transtornos do sono (especialmente em lactentes, durante a infância e em épocas de desenvolvimento e crescimento).

Com ação clara nos ossos, o raquitismo é um bom exemplo disso, de crianças anêmicas, magras e fracas, que demoram a andar.
Após inflamações constantes nos ouvidos, seguidas de vertigem e de pequenos espaços de surdez. Também se administra nos transtornos menstruais, durante a gravidez e na convalescença.
Nas dores de cabeça dos estudantes, naquela sensação de frio na cabeça que não passa nunca, como água gelada escorrendo. Fontanelas abertas e etc... indicado em todas as doenças ósseas e dentárias, faturas complicadas que demoram a soldar.

Entretanto emocionalmente, a insatisfação com a vida, o desejo sempre crescente de mudança, a vontade de viajar e de modificar sua vida é bastante forte. A perda de motivação com a vida é bem acentuada quando a anemia se instala de fato. Calcium phosphoricum é um agente bioquímico de efeito lento que se recomenda tomar durante longos períodos de tempo.

Homeopatas dos Pés Descalços.

terça-feira, 10 de julho de 2012

FÉRIAS

Por 15 dias estaremos de férias, portanto, deixamos um pensamento de alguem muito querido. Esperamos que gostem ... valeu a pena pra nós.

Homeopatas dos Pés Descalços

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Os Sais de Schussler II

Os Sais de Schussler II

 
Kali – m – D6


Kalium muriaticum - Kalium chloratum - D6 – eis o cloreto de potássio e sem dúvida sua ação principal é a de estimular a atividade celular. O déficit de potássio causa alterações patológicas em diversos tecidos (músculo cardíaco e músculos esqueléticos, entre outros). O potássio intervém na síntese proteica e na utilização dos hidratos de carbono - efeito que do metabolismo.

Seu principal sinal é o edema de face, da face franca, esbranquiçada. Das dores picantes, parecendo agulhas, exatamente nos locais onde existem os edemas.

Indicações - aqui se aplicam as torções e traumatismos nas fases subagudas. No caso da febre reumática, se usa durante seis messes na 6x, diariamente, tamanha a sua eficiência.

Kalium muriaticum é o elemento principal no tratamento anticatarral de diversos órgãos e mucosas e nos catarros acompanhados de secreções fibrinosas-espesas ou chamadas de segundo estádio de inflamação e que formam uma massa branca, branca fina ou branca viscosa, tanto se trata de placas brancas finas na pele ou membranas sólidas de cor branca localizadas nas mucosas. Na coriza aguda ou na crônica, com essa mucosidade espessa, branca e aderente ao nariz. 

Prescreve-se principalmente Kalium chloratum para o tratamento de afecções otorrinolaringológicas (ORL) e oculares caracterizadas por inflamação fibrilosa, também em processos pulmonares e pleurite fibrilosa, bronquite, reumatismo, tendo-vaginite, verrugas, reações de vacinas, queimaduras, etc.

Melhora no calor, nas massagens suaves sobre a área dolorida e com aplicações quentes. Entretanto o frio, o gelado, o ar livre, o cheiro do perfume, alimentos condimentados demais, umidade e muito movimento pioram de vez a situação.



Mag – p – D6


Magnésia phosphorica D6 – o fosfato de magnésio, conhecido por nós como: o remédio homeopático da dor. É o analgésico e antiespasmódico bioquímico por excelência. Ele relaxa os músculos e possui propriedades antitrombóticas e antialérgicas e influi sobre a excitabilidade neuromuscular e a função cardíaca (prevenção do enfarto do miocárdio, entre outros). É ele que possibilita a eliminação de produtos mórbidos.

Curiosidade: O magnésio ocupa o segundo lugar em importância depois do potássio entre os sais minerais do organismo humano. Aproximadamente a metade encontra-se no esqueleto, um terço no sistema muscular e o resto reparte-se entre nervos, cérebro, medula espinal, eritrócitos, fígado e glândulas tiroides.

Seus sinais são claramente identificados, pois apresenta a pele rubra, a irritabilidade, as contrações, convulsões, as cólicas menstruais, prurido, as câimbras e toda e qualquer dor lancinante. Assim sendo sabemos que o frio, o toque, à noite e o movimento não são muito bons. Entretanto o calor, aquecimento, compressas de barro, a pressão sobre o local de dor ou que precisa relaxar, movimentos vivos e a curvatura do corpo ajudam bastante.

Indicações: Quadros espasmódico de todo o tipo, cólicas e algias, neuralgias em todo o corpo, sensação de opressão na região cardíaca e tendência a enxaqueca, flatulência, meteorismo, problemas da dentição e tosse convulsa em crianças e diarreias aquosas acompanhadas de dor abdominal. As dores súbitas, as cólicas de intestino, dores em onda e que irradiam. Dores que acompanham o trajeto dos nervos e somem como um relâmpago.

Onde o frio é seu inimigo e o calor o anjo guardião. Mas a sua fama não é em vão, ele realmente ocupa todo esse lugar.

Homeopatas dos Pés Descalços

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Os Sais de Schussler I



Os Sais de Schussler I

Sugestões de uso:

Casos agudos: uma dose a cada hora.
Casos dolorosos ou severos: uma dose a cada 10’
Casos crônicos: uma a quatro doses por dia.


Ferr – p – D12

Ferrum phosphoricum – D 12, é um veículo do oxigênio, ajuda a regularizar a circulação e por isso é chamado de o calibrador dos vasos sanguíneos. Exerce funções importantes nos mecanismos de defesa frente às infecções. Tonifica e contrai os músculos. Na infância é necessário para um crescimento normal. Pela mesma razão é imprescindível também durante a menstruação, na gestação e no período de latência. A proporção de ferro no organismo é de 4 a 5 gramas, de que três quartas partes correspondem à hemoglobina.

Indicações de uso:

Sendo ele considerado um agente bioquímico para todas as doenças súbitas e para todos os processos inflamatórios e febris em estado inicial, podemos pensar em: contusões iniciais, congestões, perda de sangue, feridas e fraqueza muscular, por exemplo.  Está indicado em doenças infantis, estados anêmicos, dores, hemorragias, distorções articulares, sobrecargas físicas, alterações da perfusão sanguínea com sintomas reumatoides, gastrite catarral aguda com dor e vômitos e diarreias estivais acompanhadas de febre.

Aspectos e sinais: Aspecto fluórico, com olheiras e pele vermelha, especialmente o chamado rubor facial. Batimentos cardíacos acelerados e aqueles olhos avermelhados.

Tudo se agrava e piora pelo movimento, pelo calor e pela excitação e tudo melhora pelo frio, pelo ar livre e o movimento leve. Considerado um excelente remédio para pessoas mais velhas.

Dentre as suas características predominantes, encontramos 3 de grande valia.

São elas: a congestão que vem sempre com ondas de calor e dolorimento, a sensação de que o coração está gigante e isso por causa da ansiedade. Congestão eu afeta a cabeça, a garganta e as articulações. Reumatismo articular agudo. A Tendência a Hemorragias: sempre acompanhada de sangue vermelho e vivo, sempre nas mucosas – digestivas, urinárias e respiratórias. Boericke costumava dizer que os estados anêmicos elevavam o nível das hemoglobinas. A febre é sem dúvida um fator muito importante aqui, entre os 37 e 39 graus. Quando existe a dúvida de se aplicar Belladonna ou Aconitum, ou ainda se ela vem acompanhada de torpor – caso de aplicar Gelsemium. Observar os calafrios ocorridos por volta das 13:00hs. Pele seca, estados anteriores a supurações, a primeira etapa dos resfriados.

Presta uma ajuda e tanto nos casos iniciais ou congestivos das artrites, flebites e laringites.

Segundo Clarke, kali muriaticum corresponde ao segundo estágio da inflação, portanto ele é frequentemente indicado após Ferr – p – D12, especialmente na difteria, pneumonia e grupe.




Calc – f – D12

Calcarea fluorica (Calcium fluoratum) D12 - É o reforço da tonicidade dos tecidos e da restauração da elasticidade. Encontra-se no esmalte dos dentes, nos ossos e nas células da epiderme, sobretudo onde exista tecido elástico. Agindo sobre o aparelho circulatório ele fortalece os pequenos vasos sanguíneos e estimula a reabsorção dos endurecimentos vasculares.

Indicações de uso:

Nas lesões discais, nas doenças articulares, no raquitismo infantil, no envelhecimento prematuro da pele, no endurecimento dos tecidos e das glândulas e na debilidade postural. Quando a perda de elasticidade dos vasos sanguíneos; tais como: hemorroidas, varizes, arteriosclerose. Doenças ósseas e dentárias  - propensão a cáries.
Muito usado pelos atletas para o endurecimento de tendões. Deformações ósseas, estreitamento de ligamentos, retardo no desenvolvimento ósseo. Dores lancinantes pelo frio e pela umidade. Supuração crônica dos ouvidos.

Um fator indiscutível e largamente usado por muitos homeopatas é a sua fabulosa atuação durante a gestação, ele faz com que se tenha um parto fácil e mais tranquilo.

Usados nos pós-operatórios, ele diminui a possibilidade de aderências. Sífilis, fístulas, na descoberta do aneurisma, cistos no punho.

TUMORES: sua ação pode ser vista nos casos de tumores fibrosos, nódulos e endurações dos testículos, fibroma uterino, nódulos duros dos seios.

Sua atuação é lenta e por isso, deve-se tomar durante longos períodos de tempo.

Homeopatas dos Pés Descalços
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica