Amigos do Blog

Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

BELLIS PERENNIS "UMA MARGARIDA COM AMOR"



BELLIS PERENNIS

(a personalidade da MARGARIDA)


Eis a amiga dos que sofrem com furúnculos e com equimoses. Ela é amiga dos que passam por dificuldades físicas, com traumas físicos, machucaduras e etc...faz sentido. A margarida parece frágil e no entanto é bastante forte, chegando a ser comparada a arnica e sendo apontada como complementar de Vanadium. 






A fadiga e o sangue grosso (bem como suas consequências), são de fato as duas impressões das quais devemos nos ater. Mostram o quão forte ela é. Na resistência e na força que possui, está ligada a pessoas que se esgotaram, de dentro pra fora.

Cuida das congestões venosas, então pense nela sempre que quiser olhar as erisipelas. Sua resistência ao frio, traz a sua força e o adoecimento na gravidez, as dores de quadris, o peso do abdômen com dolorimento.


Foi testada também nos traumatismos dos quadris e se revelou uma grande amiga.

A margarida sofre calada, suporta a vida como uma raiz, mas no fundo ela é a bela cheia de vida – vivaz. Quando o corpo e os quadris não aquentam a gravidez, pensamos em Bellis Perennis.


Sempre colocada em segundo plano, ela representa a união de estados e condições. Uni nossos aspectos físicos com os emocionais e faz com que essa linha tênue do equilíbrio aconteça.

Da mesma forma que abre suas pétalas para o céu, ela se reinventa e permanece ali, de frente para a luta, delicadamente preparada, suavemente pronta e seguramente forte. As grávidas agradecem.

Fisicamente, Burnett a considerava para o câncer precedido de traumatismo, neste caso, especialmente falando o câncer de mama.

Sua administração é feita em TM ou DH3.

Segue abaixo um texto bastante útil e totalmente aplicável, ele trata do uso da Bellis Perennis nos florais.

A Virtude da Margarida

(Por: Rosangela Vecchi Bittar)

É originária da Europa, Ásia e Brasil floresce em jardins e  nos campos o ano todo,suporta frios intensos. Pertence a família botânica das Compostas,dentre suas várias espécies
temos as de nome botânico: Chrysanthemum Maximum e Bellis
perenis (bellis de bela e perenis de vivaz), suas folhas são largas e pecioladas dispostas em roseta na base do pedúnculo floral piloso. Suas flores são amarelas ao centro e pétalas brancas e inodoras que se abrem durante o dia seguindo o sol. Foi cantada por muitos poetas e representada em tapeçarias da Idade Média e Renascença.

A Margarida como planta medicinal possui propriedade antiinflamatória,diurética, depurativa, sudorífera, expectorantes tônica e vulnerarias.Misturada ao dente de leão revitaliza o fígado, suas folhas esmagadas e usadas em compressa aliviam contusões e entorses. Como essência floral, temos no Sistema Floral Francês chamada de Pâquerette e a Califórnia Shasta Daisy atua no mental atua na sinterização de informações oriundas de diversas origens. Sua qualidade principal é síntese, união e integração. Indicada para aqueles que coletam informações diversificadas e encontram dificuldade de integrá-las de forma coerente ao todo, isto significa que ela vai auxiliar a estudantes, professores, escritores, pesquisadores, pessoas que trabalham com projetos e projeções que necessitam de grande esforço intelectual, visão global e organização mental. Para aqueles com grande capacidade de análise, mas pouco poder de síntese concede um fio condutor e favorece a concentração.


Equilibra o hemisfério esquerdo e direito do cérebro, favorecendo a intuição. Também reintegra o aspecto emocional. É uma essência interessante para reintegração da memória ou a organização de conhecimentos aprendidos. No Sistema de Minas daqui do Brasil temos a essência floral Marguerites feita com espécie Chrysanthemum Leucanthemum L. com indicação similar ao já mencionado.


A flor representa uma mandala com muitas pétalas que representam os diversos conhecimentos que convergem para o centro onde se processa as informações que gerará um resultado que é a sintetização das informações processadas.
Rosangela Vecchi Bittar
Terapeuta Especialista pela Universidade Federal de Pernambuco
Pesquisadora com Terapia Floral - Mestre em Reiki
Aromaterapeuta - Cromoterapeuta
Coordenadora das Práticas Integrativas e Complementares da
Associação Brasileira de Alzheimer ABRAz– Regional Pernambuco
Terapeuta Floral Voluntária da Oncologia do Hospital das Clínicas da UFPE
Cursos e Palestras - Atendimento presencial e via e-mail ou skype.
E-mail rosangela.bittar@globo.com Contato: (81)8843-0584 e 8130-5882
Contato E-mail: rosangela.bittar@globo.com telefone(81) 8843-0584


Homeopatas dos Pés Descalços
 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

PRÁTICAS TRADICIONAIS



Cicatrizantes amigos.

Não é segredo pra ninguem que a anos atrás as pessoas buscavam medicações na natureza. Algumas dessas indicações fizeram muito sucesso e acabaram por permanecer na prática de muitas famílias.
Essas são algumas indicações que resistiram ao tempo.


Aqui falamos de dois cicatrizantes usados pela medicina das comunidades tradicionais. O lírio branco e o beijo branco.


Beijo branco – lave e coloque em frasco limpo e macere, com álcool de cereal. Deixe em local escuro por 3 dias e pronto. Aplique em machucaduras – somente uso externo.



Lírio Branco, muito usado nas machucaduras infantis. São eficientes e cicatrizam rápido; o que demora é que para preparar esse ungüento, demora 3 meses, em frasco fechado e em álcool de cereal.
No caso de uso em queimaduras leves e pele assada, pode-se prepará-lo em óleo e não em álcool. 

Homeopatas dos Pés Descalços.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

PROJETO DE LEI 7447

No dia 06/09, sexta-feira, 09 horas, na Assembleia Legislativa de São Paulo, haverá uma Audiência Pública da Campanha Nacional pela Aprovação do Projeto de Lei 7447, proposto pelo Deputado Federal Luiz Alberto: Diga Sim aos Direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais. Abaixo o blog com mais detalhes: 




É de extrema importância para os Povos Ciganos a aprovação desse PL que tornará lei a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais.

Data: 06 de setembro, sexta-feira
Local: Auditório Paulo Kobayashi, Assembléia Legislativa. Av. Pedro Álvares Cabral, n° 201, Ibirapuera, São Paulo.
Hora: 09 horas

Saúde e dignidade, políticas públicas e reconhecimento das tradições devem caminhar juntas. Apoiem, assinem o abaixo assinado, vamos lutar e fazer valer o reconhecimento que traz dignidade e respeito as comunidades tradicionais nesse país. 

Homeopatas dos Pés Descalços.

DECRETO Nº 6.040, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2007 - projeto de lei 7447

No dia 06/09, sexta-feira, 09 horas, na Assembleia Legislativa de São Paulo, haverá uma Audiência Pública da Campanha Nacional pela Aprovação do Projeto de Lei 7447, proposto pelo Deputado Federal Luiz Alberto: Diga Sim aos Direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais. Abaixo o blog com mais detalhes: 




É de extrema importância para os Povos Ciganos a aprovação desse PL que tornará lei a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais.

Data: 06 de setembro, sexta-feira
Local: Auditório Paulo Kobayashi, Assembléia Legislativa. Av. Pedro Álvares Cabral, n° 201, Ibirapuera, São Paulo.
Hora: 09 horas

Saúde e dignidade, políticas públicas e reconhecimento das tradições devem caminhar juntas. Apoiem, assinem o abaixo assinado, vamos lutar e fazer valer o reconhecimento que traz dignidade e respeito as comunidades tradicionais nesse país. 

Homeopatas dos Pés Descalços.

 

DECRETO Nº 6.040, DE 7 DE FEVEREIRO DE 2007


Institui a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais.




O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea “a”, da Constituição,  DECRETA:  Art. 1o  Fica instituída a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais - PNPCT, na forma do Anexo a este Decreto. Art. 2o  Compete à Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais - CNPCT, criada pelo Decreto de 13 de julho de 2006, coordenar a implementação da Política Nacional para o Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Art. 3o  Para os fins deste Decreto e do seu Anexo compreende-se por: I - Povos e Comunidades Tradicionais: grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição; II - Territórios Tradicionais: os espaços necessários a reprodução cultural, social e econômica dos povos e comunidades tradicionais, sejam eles utilizados de forma permanente ou temporária, observado, no que diz respeito aos povos indígenas e quilombolas, respectivamente, o que dispõem os arts. 231 da Constituição e 68 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e demais regulamentações; e III - Desenvolvimento Sustentável: o uso equilibrado dos recursos naturais, voltado para a melhoria da qualidade de vida da presente geração, garantindo as mesmas possibilidades para as gerações futuras.  Art. 4o  Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. 

Brasília, 7 de fevereiro de 2007; 186o da Independência e 119o da República. 

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA.



Na Plenária Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana preparatória para III Conferencia Nacional Para a Igualdade Racial, organizada pela SEPPIR por meio da Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais – SECONT, contou com a presença de 200 autoridades, lideranças e gestores de todos os estados brasileiros e deliberou propostas, ações e moções.

Nesta Plenária se referendou a moção que apóia à mobilização para a aprovação imediata do PL 7447/2010 e propõe um debate sobre o mesmo que foi apresentado pelo Deputado Luiz Alberto (BA) que estabelece diretrizes e objetivos para as políticas publicas dos povos e comunidades tradicionais. Esse projeto que foi aprovado com unanimidade na Comissão de Educação e Cultura está tramitando com dificuldade de aprovação na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados.

Muito já se avançou na perspectiva de um mundo que respeita as diferenças, entre estas vitórias destaca-se a convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, ratificada em 2003, e regulamentada pelo decreto 5.051, de 2004, aplica-se a todos os povos e comunidades tradicionais, pois preenchem todas as condições que a lei exige dos povos “tribais”, isto é, têm estilos de vida tradicionais e culturas diferentes dos outros setores da sociedade nacional. O real avanço veio em 2007, quando o presidente da república decretou a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, com diretrizes e princípios que atendem aos dispositivos constitucionais (ART 5) e à convenção 169.

Para os Povos e Comunidades Tradicionais a morte não se da apenas com homicídio, mas todas as vezes que temos que negar nossa origem, abandonar nossos territórios e quando nos é negado o direito de protagonizar a luta de nossos ancestrais.

Assim, ganha importância central o desenvolvimento de ações que visibilizem o complexo sistema de exclusões, discriminações, violações de direitos humanos envolvido nos processos vivenciados pelos Povos e Comunidades Tradicionais. Bem como o fortalecimento das perspectivas de solidariedade social, de equidade e de democracia no país. Levando em consideração o contexto político de que vivemos de fortalecimento na sociedade das lutas sociais e aparente posição do legislativo apoiando o fundamentalismo e do ruralismo em detrimento dos direitos humanos em especial dos Povos e Comunidades Tradicionais é importante reafirmar uma agenda positiva, não para este ou aquele grupo mas em proveito de todo o povo Brasileiro. Só alcançaremos a igualdade com o respeito às diferenças.

Importante descentralizar a ação do legislativo, para isto estamos propondo que em cinco regiões estejamos visibilizando os povos tradicionais que encontram-se nas referidas regiões e os parlamentares que se comprometem com os mesmos na forma de audiências públicas.


Acompanhe as datas e locais no site: www.campanhadigasimpl7447.blogspot.com 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica