Pular para o conteúdo principal

IV MOSTRA NACIONAL DE EXPERIÊNCIAS EM ATENÇÃO BÁSICA/SAÚDE DA FAMÍLIA RECEBE O TEMA: SAÚDE DOS POVOS ROMANI (ciganos)



IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica / Saúde da Família recebe o tema: Saúde dos Povos Romani (ciganos).


Brasília, 12 à 15 de Março de 2014.

No dia 15 de março de 2014, o Grupo Sara Kalí de danças ciganas, traz para o evento Nacional do Ministério da saúde, o “PROJETO KALINKA – DANÇAS CIGANAS: SAÚDE, CULTURA E CIDADANIA. A oficina reuniu mais de 40 profissionais da área de saúde de diversos estados brasileiros. O projeto integra o carro chefe da Associação internacional Maylê sara Kalí – AMSK/Brasil e busca através da informação histórica sobre a discriminação, preconceito e o racismo que seguem até os dias atuais. Pautados em dados e pesquisas, o projeto lança uma nova visão sobre a problemática nacional e com isso é capaz de mudar o olhar que recai sobre essa parcela da população, formada por cidadãos e cidadãs brasileiras de etnia romani – os assim chamados ciganos.

Na metodologia aplicada, a professora Lucimara Cavalcante inicia uma viagem desde a Índia até as terras brasileiras, trazendo informações da situação atual e o quanto se faz importante conhecer para não discriminar. Toda essa informação vem apresentadas com as diferentes expressões de ritmos e danças que compõem os Povos Romani.

Na área da saúde, a Portaria nº 940 de 28 de Abril de 2011 faz com que o Governo Federal, através do Ministério da Saúde, comece a enxergar essa parcela da população que não possui acesso, nem respeito e nem visibilidade enquanto etnia, o que a princípio impede o reconhecimento de suas especificidades e seja dado um recorte mais humanizado as suas necessidades de atenção básica à saúde. Cinco alunas do Grupo Sara Kalí deram seus depoimentos, reforçando a temática base do projeto: saúde e educação são os veículos para o exercício da cidadania. Presentes no Brasil desde 1556, o misticismo e a valorização do estereótipo deram lugar ao racismo que impede a condição básica de saúde, cidadania e educação nos acampamentos e ranchos espalhados pelos 27 estados, mais o Distrito Federal.



 Projeto kalinka - AMSK/Brasil

Em outro momento a intervenção do Grupo Sara Kalí na Tenda Paulo Freire, com o apoio dos participantes da oficina, foi possível fazer um alerta da importância dessa parcela da população ter acesso a um serviço público de saúde sem a sombra do racismo.
Já no final da manhã, o Grupo Sara Dalí e alunas, na Praça da Saúde, realizaram o espetáculo de danças ciganas, fazendo com que o público presente conhecesse a diversidade cultural dos Povos Romani e participaram de forma ativa, compreendendo que a alegria da dança pode ser mais um instrumento de promoção da saúde e bem estar, para uma melhor qualidade de vida.



 Tenda Paulo Freire

A dança tem sido um instrumento de informação fundamental para superar o preconceito e a discriminação aos povos ciganos, como forma de difusão da cultura, valorização e preservação de sua identidade, e também para coibir a criação de estereótipos acerca de suas expressões culturais.


*A metodologia criada e difundida pela Profª Lucimara Cavalcante permite as pessoas, sem distinção de faixa etária, aprender a técnica dos passos e gestos, entender as suas limitações na postura corporal e a transformá-las  para alcançar  o equilíbrio, conseqüentemente melhora  na flexibilidade, coordenação e precisão nos movimentos. Informações pelo telefone: 061.3349.8135/Brasília DF.

Homeopatas dos Pés Descalços
AMSK/Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…