Pular para o conteúdo principal

TRILHAS DA INIQUIDADE: SAÚDE DE POVOS CIGANOS E POLÍTICAS PÚBLICASNO BRASIL



TRILHAS DA INIQUIDADE: SAÚDE DE POVOS CIGANOS E POLÍTICAS PÚBLICASNO BRASIL

INIQUITY TRACKS: HEALTH OF GYPSIES OF PEOPLE AND
PUBLIC POLICIESIN BRAZIL

CAMINOS DE LA INIQUIDAD: SITUACIÓN DE SALUD DE LOS PUEBLOS GITANOS Y POLÍTICAS PÚBLICAS EM BRASIL

http://www.gestaoesaude.unb.br/index.php/gestaoesaude/article/viewFile/517/pdf

Manoel Guedes de Almeida
1
, Débora Regina Marques Barbosa
2
, José Ivo dos Santos Pedrosa
3
RESUMO

O presente estudo aborda a saúde da população cigana e sua inserção nas políticas públicas em saúde, de modo a contribuir para a discussão sobre essa minoria étnica nas ações do Sistema Único de Saúde. Trata-se de revisão integrativa através das bases Scielo, LILACS e Google Scholar por meio dos descritores Ciganos, Cigana, Cultura, Saúde, Identidade, Promoção da Saúde, Equidade e Políticas, agrupados ou isoladamente, com o objetivo de responder à questão “como as políticas públicas de saúde se relacionam com as necessidades impostas pelas características da população cigana"?. Aspectos característicos da etnia, como o nomadismo e suas implicações, além de péssimas condições de habitação e saneamento básico, baixa escolaridade, estrutura familiar nuclear, preconceito marcante, dentre outros, corroboram para necessidades em saúde que são próprias do grupo e que exigem formas especiais de atenção e cuidado. No campo das Políticas de Saúde, esse entendimento tem tateado e há quase total invisibilização da etnia no que se refere à atenção nos serviços de saúde. Em conjunto, esses fatores corroboram para um quadro de maior risco de adoecimento e morte sobre o qual não se destina nenhuma atenção especial em saúde.

Descritores:
Ciganos; Saúde; Políticas Públicas; Serviços de Saúde.
1
Graduando em medicina pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Membro do Grupo de Estudos em
Saúde Pública (GESP/UFPI). E-mail: manoel.medufpi@gmail.com
2
Graduanda e enfermagem pelo Instituto de Ensino Sup
erior Múltiplo (IESM/MA). E-mail: ddebora.regina@gmail.com
3
Médico, professor doutor da Universidade Federal do Piauí (UFPI). E-mail: jivopedrosa@gmail.com
Revista Eletrônica Gestão & Saúde ISSN:1982
-
4785
Almeida MG,Barbosa DRM, Pedrosa JIS Trilhas da iniquidade: saúde de
povos ciganos
e políticas públicas no Brasil
Revista Eletrônica Gestão & Saúde Vol.04, Nº. 03, Ano 2013 p.11
16
-
29
1117

ABSTRACT

The present study focuses on the health of the Roma population and their inclusion in public health policies in order to
contribute to the discussion of this ethnic minority in the actions of the National Health System It is integrative review through the bases SciELO, and LILACS Google Scholar through descriptors Gypsies, Gypsy Culture, health, Identity, health Promotion, Equity and Policy, grouped or individually, in order to answer the question "how public health policies relate to the needs imposed by the characteristics of Roma "?. characteristic features of ethnicity, as nomadism and its implications, as well as poor housing and sanitation, low education, nuclear family structure, striking bias, among others, to corroborate health needs that are specific to the group and forms that require special attention and care. in the field of health Policy, this understanding has groped and there is almost total invisibility of ethnicity in relation to health care services. together, these factors serve to support a framework for higher risk of illness and death on which there is intended any special attention in health.
.
Keywords: Gypsies, Health, Public Policy Health Services

RESUMEN

El presente estudio se centra en la salud de la población gitana y su inclusión en las políticas de salud pública a fin de contribuir a la discusión de esta minoría étnica en las acciones del Sistema Nacional de Salud es a través de la revisión integradora bases SciELO y LILACS Google Académico a través de descriptores gitanos, gitano Cultura, Salud, Identidad, Promoción de la Salud, Equidad y Políticas, agrupados o individualmente, con el fin de responder a la pregunta "cómo las políticas de salud pública relacionadas con las necesidades impuestas por las características de Roma "?. rasgos característicos de la etnia, como el nomadismo y sus consecuencias, así como la precariedad de la vivienda y el saneamiento, la educación bajo, estructura de la família nuclear, sorprendente sesgo, entre otros, para corroborar las necesidades de salud que son específicos de la grupo y las formas que requieren especial atención y cuidado. en el campo de la política de salud, este entendimiento ha manoseado y hay invisibilidad casi total de la etnicidad en relación con los servicios de atención de salud. Juntos, estos factores sirven para apoyar un marco de mayor riesgo de enfermedad y muerte en los que se haya previsto ninguna atención especial en materia de salud.
Descriptores: Gitanos, Salud, Servicios públicos de Protección de la Salud.

Revista Gestão & Saúde (ISSN 19824785).
Revista coordenada pelo Nucleo de Estudos em Educação, Promoção da Saúde e Projetos Inclusivos (NESPROM), do Centro de Estudos Avançados Multidiciplinares (CEAM), da Universidade de Brasília (UnB).

Homeopatas dos Pés Descalços.

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…